Lista | 5 livros históricos que você precisa conhecer

Confira 5 obras históricas imperdíveis

Você também é daqueles que se interessam por História, mas não têm muita paciência para pegar uma apostila e começar a ler? Bom, que tal ler alguns livros históricos em vez disso?

Calma, não se assuste: ficções históricas são livros como qualquer outro. Têm drama, têm ação, suspense, romance, uma trama intrigante, com a diferença de que são ambientados em algum período histórico específico. Estes autores não apenas dominam a arte da escrita, como também fazem estudos profundos para ilustrarem seus livros com detalhes que te fazem voltar no tempo e reviver épocas do passado.

Abaixo, segue nossa lista de livros que vão te cativar – e, de quebra, te ensinar um pouquinho de História. Confira:

1. Os Pilares da Terra (Ken Follett)

Ken Follett é o nome da ficção histórica, e seu livro “Os Pilares da Terra” (1989) é considerado uma verdadeira obra-prima. A trama se passa entre os anos de 1123 e 1174, quando a Inglaterra estava mergulhada em uma profunda guerra civil, e conta a história em torno da construção da Catedral de Kingsbridge. A narrativa de Follett é cheia de reviravoltas de tirar o fôlego, que prendem o leitor e o inserem no mundo caótico e supersticioso da Idade Média. Em seu livro, o autor usa de seu talento nato para criar protagonistas incríveis, com os quais nos identificamos logo de cara. O livro também deu origem a uma minissérie de 8 episódios, estrelando Matthew Macfadyen e Eddie Redmayne (ambos em destaque à esquerda na foto).

2. Orgulho e Preconceito (Jane Austen)

Uma boa pedida para os românticos de plantão, “Orgulho e Preconceito” (1813) conta a história da geniosa Elizabeth Bennet, a filha mais velha de sua casa, que sofre todas as pressões para finalmente se casar. Embora não seja considerada necessariamente uma ficção histórica, a obra de Jane Austen relata como poucas a realidade da Inglaterra de dois séculos atrás. Os preconceitos e as imposições que a sociedade fazia às mulheres são tratadas com fidelidade por uma mulher que viveu aquela época tenebrosa e passou por aquelas situações. Elizabeth, em sua luta para fazer impor sua vontade em uma sociedade terrivelmente machista, pode ser considerada uma das primeiras personagens feministas da história. A escrita de Austen, apesar de sua época, não é cansativa, e atrai até mesmo os leitores principiantes. Pode ler sem medo!

3. O Imperador (Conn Iggulden)

Escrita por Conn Iggulden (em destaque na foto), a saga “O Imperador” (2003-2013) possui 5 livros e conta a história de Júlio César, o jovem órfão que veio a se tornar o primeiro Imperador de Roma. A linguagem de Iggulden é fluida, repleta de detalhes preciosos sobre aquela época que ainda apaixona a muitos. A trama te leva para o interior dos palácios romanos e das poderosas legiões militares, e é cheia de ação, de intrigas e de paixões (o relacionamento entre Júlio César e a belíssima Cleópatra é digno de nota). Há muitas guerras também, com destaque para a Conquista da Gália, e a forma com que Iggulden descreve uma batalha chega a tirar o fôlego. Vale a leitura, sobretudo para quem gosta de enredos de ação.

4.  O Grande Gatsby (F. Scott Fitzgerald)

F. Scott Fitzgerald é um dos maiores escritores norte-americanos, e seu romance “O Grande Gatsby” (1925) é considerado por muitos como o melhor livro escrito na terra do Tio Sam. O enredo narra a história do excêntrico milionário Jay Gatsby e sua paixão doentia e obsessiva pela debutante Daisy Buchanan. Explorando temas como o idealismo, a inflexibilidade humana e a farsa do “sonho americano”, o livro é assustador pelo seu realismo, e viciante pelo talento de Fitzgerald. Também não é considerado uma ficção histórica, mas a riqueza com que o autor narra a Nova York dos anos 1920 – com todo o glamour, o luxo e as intrigas da high society americana – nos faz mergulhar no passado e entender um pouco mais da formação dos Estados Unidos da América. A obra de Fitzgerald também foi adaptada aos cinemas, com Leonardo DiCaprio (em destaque na foto) no papel de Gatsby e Carey Mulligan como Ms. Buchanan.

5. O Século (Ken Follett)

Ken Follett retorna a esta lista em sua mais ambiciosa obra a trilogia “O Século” (2010-2014), que cobre todos os eventos relevantes do século passado, desde a 1ª Guerra Mundial até a Queda do Muro de Berlim. O primeiro livro, “A Queda de Gigantes”, começa no despertar do Século XX, quando as potências da Europa mergulham no alvoroço pré-guerra mundial. A trama conta a história de cinco famílias de diferentes nacionalidades, cada uma delas protagonista dos eventos em seu próprio país. Passando por EUA, Inglaterra, França, Rússia e Alemanha, Follett cria uma narrativa intrigante, cheia de conflitos e traições, que conduz a um desfecho surpreendente que nos esclarece muitas questões da época. Conhecemos a História, mas ainda assim é impressionante como o autor consegue interligar as famílias, revelando como uma guerra mundial pode unir homens e mulheres de diferentes nacionalidades. Embora os protagonistas sejam fictícios, tudo à sua volta é fiel à realidade – e a forma com que o autor os interliga aos eventos mais importantes do século passado é simplesmente de cair o queixo.

Veja também:

Comente Aqui!