Lista | 7 filmes escondidos na Netflix

Fizemos uma lista com filmes imperdíveis disponíveis no catálogo da Netflix

Fonte: Reprodução

Fim de semana, você marca aquele cineminha em casa com os amigos ou namorado(a). Separa a pipoca, ajeita o sofá – até aí, tudo bem. Porém, tudo começa quando você abre sua Netflix para procurar um filme que ninguém tenha visto. Vagar pela página inicial do streaming pode ser uma atividade demorada. Afinal, a empresa só mostrará – para você ou qualquer outro – praticamente os mesmos filmes: os mais “badalados”, que estejam relacionados com seu histórico.

O resultado disso não pode ser outro: alguns filmes – os menos assistidos – acabam desaparecendo em meio a imensidão de títulos. Atentos a esse fenômeno, resolvemos fazer listas com filmes e séries “escondidos” na Netflix. Depois de nossa matéria sobre as séries – saiba mais aqui –, separamos para você aqui alguns filmes que você provavelmente não conhece, mas que precisa assistir!

Confira nossa lista abaixo:

1. Palmeiras na Neve

Fonte: Reprodução

O drama do espanhol Fernando Gonzáles Molina conquista por sua belíssima fotografia e pelas suas escolhas narrativas que levam o expectador a um suspense inteligente. O filme se passa em duas linhas temporais: uma no ano de 1953, quando os irmãos Kilian (Mario Casas, à direita na foto) e Jacobo (Alain Hernández, à esquerda) decidem partir para a Guiné Equatorial em busca de suas origens; e outra nos dias atuais, que conta a história de Clarence (Adriana Ugarte), a filha de Jacobo que vai visitar a mesma ilha onde seu pai se aventurou. Embora um pouco longo (são 2:40h de duração), “Palmeiras na Neve” conduz o espectador em um passeio por terras exóticas, amores proibidos e uma emocionante história familiar – tudo isso em meio a uma direção de arte impecável.

2. Loucamente Apaixonados

Fonte: Divulgação

Puro e belíssimo, “Loucamente Apaixonados” conta a história de Anna (Felicity Jones, na foto), uma jovem inglesa que, após viajar aos Estados Unidos para estudar, conhece e se apaixona por Jacob (Anton Yelchin, também em destaque na foto). Porém, o envolvimento dos dois leva a garota a ultrapassar sua estadia no país, o que acaba causando sua extradição. Separados por um oceano, Anna e Jacob se desdobram para manter seu amor à distância – mas, é claro, isso não será tão fácil. Embora soe um tanto clichê, a trama ganha profundidade ao abordar os temas da solidão e da separação com uma análise mais complexa e realista, que tenta afastar a famosa impressão de que uma história como aquela seja “coisa de filme”. Além disso, grande parte dos diálogos entre Jones e Yelchin foram improvisados – o que dá ao longa um tom a mais de realidade. Interessante e cativante, “Loucamente Apaixonados” é imperdível para todo amante de bons romances.

3. O que Fazemos nas Sombras

Fonte: Reprodução.

Antes de receber os louros por “Thor: Ragnarok”, o diretor neozelandês Taika Waititi (em destaque na foto) já havia sido reconhecido por seu trabalho cômico em “O que Fazemos nas Sombras”. O longa foi construído na forma de um mockumentary – um documentário falso –, que segue o cotidiano de três vampiros milenares que precisam se adaptar aos novos estilos de vida da Humanidade. Juntos, os três vão enfrentar questões como sua vida social, as burocracias do dia-a-dia e até mesmo as contas a pagar – tudo isso em meio a muito sangue e matança. O roteiro é inteligente e divertidíssimo, e as atuações caricatas encaixam perfeitamente ao caráter do filme. Ideal para qualquer gosto, o longa vai te prender inevitavelmente até os créditos finais.

4. Laranjas e Sol

Fonte: Reprodução.

Outro drama emocionante, desta vez inteiramente baseado em uma história real, “Laranjas e Sol” relata a história de Margaret Humphreys (Emily Watson, em destaque na foto), uma assistente social britânica que descobriu um intricado esquema de tráfico infantil entre seu país e diversas colônias. Ambientado no fim dos anos 1980, o filme aborda o início das investigações de Margaret e todos os desdobramentos do tráfico na vida dos órfãos, com uma leitura sensível e emocionante. O filme conta também com o brilhante Hugo Weaving (“O Senhor dos Anéis”, “Matrix”), como uma das vítimas do crime que, agora, precisa seguir com sua vida.

5. Your Name

Fonte: Divulgação.

Conhecido por seus temas emotivos e inspiradores, o japonês Makoto Shinkai chegou ao ápice com “Your Name”, que quebrou recordes como o anime de maior bilheteria da história. A trama conta as histórias paralelas do jovem Taki e da menina Mitsuha, dois estudantes que não se conhecem, mas acabam ligados por um misterioso evento. Qualquer detalhe a mais estragaria a história, que conta com toda a sensibilidade e a maestria que fizeram de Shinkai uma referência em sua área. Os temas sombrios, o roteiro interessante e a qualidade estética de “Your Name” são imperdíveis e vão atrair até mesmo o público mais cético quanto às virtudes dos animes.

6. O Abutre

No suspense de Dan GilroyJake Gyllenhaal (em destaque na foto) é o jovem Louis, um homem que acaba entrando no sombrio universo do jornalismo criminal independente em Los Angeles. Ele leva a vida vagando pelas noites na cidade atrás de crimes e acidentes, registrando tudo e vendendo sua história; porém, Louis logo acaba se envolvendo demais. A trama de “O Abutre” é cheia de twists e marcada por um ritmo tenso, que fazem do filme um verdadeiro thriller indispensável a qualquer amante do gênero do suspense. Além disso, o filme marca outra atuação memorável de Gyllenhaal, um dos grandes esnobados de Hollywood.

7. Invasão Zumbi

Fonte: Divulgação.

O longa do sul-coreano Sang-Ho Yeon entrega tudo o que esperamos de um filme de horror: suspense, drama, trilhas alucinantes e muitos sustos. Na trama, um misterioso vírus se espalha por toda a Coréia e a lança em um estado de emergência. A história se passa quase inteiramente dentro de um trem de alta velocidade, onde um pai e uma filha tentam sobreviver ao caos que se espalha no interior dos vagões. Presos em uma verdadeira cova de zumbis, os dois precisam prosseguir até chegar à estação em Busan, que parece ter resistido à epidemia. Irresistível e assustador, “Invasão Zumbi” é uma pedida certa para os amantes do terror clássico.

Veja também:

Comente Aqui!