Dicas | 9 animes da Netflix para você curtir

Fizemos uma lista com os melhores animes para você assistir ao longo da semana

Samurai-X
Fonte: Reprodução.

Final de semana está aí, e estamos postando o primeiro de muitos textos direcionados para você que curte ver animes ou que quer dar uma variada nas séries e filmes (quem sabe não acaba gostando?). Para quem não conhece, um “anime” é um tipo de animação de origem nipônica, normalmente baseado em um mangá, que costuma abordar temas complexos e muitas vezes “adultos”, que refletem os piores problemas da sociedade japonesa – depressão, alcoolismo, suicídio.

Como qualquer filme ou série, existem alguns animes clássicos – “Dragon Ball” ou “Cavaleiros do Zodíaco”, por exemplo –, mas que não entrarão na nossa lista. Na Netflix também está o infinito e consagrado “Pokemon” para o público mais jovem. Nosso propósito, aqui, é listar alguns animes um pouco menos conhecidos pelo grande público, mas que vão te encantar e fazer você não querer mais largar a telinha!

Sem mais delongas, vamos à nossa lista:

1. Death Note

“Death Note” é um anime que te deixa sem palavras. Na história, após o jovem Kira tomar posse de um caderno de um Shinigami (deus da morte), ele adquire o poder de matar qualquer pessoa ao escrever seu nome no objeto. É neste contexto que surge uma das disputas mais inteligentes e eletrizantes entre a polícia e um criminoso, na qual nem sempre está claro em qual lado a Justiça se encontra. Com uma história eletrizante e bem narrada, o anime discute a filosofia do determinismo e os limites da liberdade, e é capaz de empolgar diversas gerações.

2. Full Metal Alchemist Brotherhood

Na Netflix existem dois animes intitulados “FullMetal Alchemist”, mas a versão “Brotherhood”, além de mais fiel ao mangá, é considerada melhor por quase uma unanimidade. A história acontece em torno dos irmãos Edward e Alphonse Elric, que, após perderem a mãe, buscam na alquimia uma forma de ressuscitá-la. Porém, para devolver a vida, algo equivalente deve ser dado; e é assim que começa uma jornada por conhecimento para burlar a famosa regra da alquimia: a troca equivalente. Com essa premissa, o anime aborda temas complexos e leva seus personagens a escolhas difíceis, que nos fazem refletir sobre valores muitas vezes conflitantes, como a Família e o Dever. Uma produção sem pontas soltas, muito bem pensado e amarrado, “Brotherhood” faz o telespectador crescer a cada episódio, e pode ser considerado um dos melhores de seu gênero.

3. Sword Art Online

“Sword Art Online” é um anime mais leve se comparado com os anteriores, além de ter uma linha romântica mais presente. A história gira em torno de um RPG virtual que prende os jogadores dentro dessa realidade até que algum deles consiga zerar o jogo. É nesse cenário que surge Kirito, um dos jogadores da versão teste, que decide usar seus conhecimentos para finalizar o jogo. Motivado por poder salvar todos os jogadores, Kirito ainda se apaixona por Asuma e fica disposto a tudo para salvá-la. Aqui, as discussões são mais brandas, mas ainda importantes: até que ponto é certo lutarmos por alguém que amamos? Há limites na batalha contra o mal? O anime possui uma continuação, “Sword Art Online II”, que segue a mesma ideia, mas gira em torno da busca por um assassino.

4. Samurai X

“Samurai X” poderia até estar entre os clássicos fora da lista, mas é interessante recordá-lo para as novas gerações que talvez ainda não o conheçam. A história de Kenshin é fantástica: um samurai de técnica impressionante, que foi conhecido como “retalhador” na sua luta a favor do Império contra o Xogunato. Arrependido de seus atos, Kenshin abandona a violência e se torna um errante até passar a proteger o Dojo da jovem Kaoru Kamiya. Lá ele volta a portar sua espada, mas agora para proteger aqueles que ama e prezar pela justiça e paz. O anime é importante por relatar uma parte fundamental da história japonesa, além de abordar questões sombrias e implícitas, como a depressão, o remorso e o peso da luta contra o passado. Repleto de sangue, lutas fantásticas e heroísmo, “Samurai X” é fiel ao mangá e garante ao anime um sucesso definitivo.

5. The Seven Deadly Sins

Um anime de aventura que se passa em uma época medieval de cavaleiros e mercenários, reis e princesas (o que para uns já é um bom motivo para assistir), “The Seven Deadly Sins” é repleto de mistérios e aventuras. Na história, a princesa Elizabeth Liones vai em busca do grupo de cavaleiros mercenários “Os Sete Pecados Capitais” – que anos antes se separou por enfrentar a acusação de usurpar o reino de sua família – para derrotar os Cavaleiros Sagrados, uma ordem que deveria proteger o rei, porém usurpa o poder na Britânia. Os temas discutidos são consideravelmente mais leves, e giram sobretudo em torno da política. Nessa aventura, Elizabeth e Meliodas (capitão dos Sete Pecados Capitais) garantem muita diversão para você ao tentar reunir os mercenários e restaurar o poder legítimo no reino.

6. One Punch Man

Atento ao classicismo, “One Punch Man” ressuscita alguns ingredientes dos animes mais antigos. À primeira vista parece ser raso e simples, mas é nesta simplicidade que vamos descobrindo mais sobre o protagonista Saitama. Em um universo de heróis e monstros, o protagonista é forte, muito forte, extremamente forte, ou provavelmente até mais que isso, e daí vem o nome do anime: o homem que só precisa de um soco para acabar com os inimigos. A partir daí, ele passa a galgar seu caminho para ser reconhecido como herói – o que o mundo precisa, mas não o que ele gostaria de ser. Parece simples, mas a discussão do poder da sociedade sobre o indivíduo é extremamente atual. Será que alguém pode mesmo ser quem quiser, ou precisamos estar de acordo com a nossa comunidade? Vivemos para nós, ou para os outros? Com seu humor debochado como marca constante, “One Punch Man” é uma boa pedida para maratonar no final de semana.

7. Blue Exorcist

Há dois mundos, de humanos e demônios, e apenas a possessão permite o translado entre eles. É com essa premissa que “Blue Exorcist” constrói uma trama inteligente e emotiva. Na trama, Satã decide vir à Terra, mas não encontra um humano que suporte sua possessão. A solução foi enviar seu filho para gerar um hospedeiro forte o suficiente para a vinda do líder para o mundo dos humanos. Antagonizando a vinda dos demônios estão os exorcistas, comandados pelo Vaticano, que agem no submundo para travar a guerra no mundo humano. Ao mostrar que em guerras não existem lados totalmente corretos, o anime tem um tom “educativo” no que diz respeito aos conflitos mundiais. E aqui, a série já começa com uma polêmica premissa: o suposto hospedeiro de Satã se rebela e também se torna um exorcista!

8. B: The Beginning

“B: The Beginning” possui três núcleos iniciais: Killer B, um assassino em série; Keith Kazama, um importante detetive da unidade especial da polícia real; e um grupo criminoso fora da curva. A princípio sem ligação, com o desenvolver da trama a lacuna é preenchida, completando a história que se inicia em uma investigação policial repleta de suspense, mistério e drama. As temáticas mais importantes giram em torno do idealismo e dos dramas pessoais. Para saber o que acontecerá a seguir e qual o encaixe dos quebra cabeças, só assistindo!

9. Your Name

Esse último fica como uma espécie de menção honrosa por ser um anime em forma de filme, mas que não poderia ficar fora dessa lista. “Your Name” explora o conhecido universo de troca de corpos entre pessoas: Mitsuha Miyamizu, uma garota do ensino médio que vive no campo e gostaria de uma vida agitada em Tóquio, acaba trocando de corpo com Taki Tachibana, um estudante do ensino médio na movimentada capital, que concilia seus estudos com seu trabalho e seus sonhos. Sim, é um universo conhecido, mas o anime transforma o clichê em algo inesperado e dramático, abordando temáticas como o idealismo da juventude e a realidade da vida adulta, e é capaz de realmente emocionar o espectador.

Veja também:

s

Comente Aqui!